União Brasil afasta Luciano Bivar e coloca adversário na presidência da sigla

21 Mar 2024 - 14:33:00

A Executiva do União Brasil anunciou o afastamento temporário do deputado Luciano Bivar, atual presidente do partido. A decisão foi tomada após uma reunião conturbada, na qual Bivar enfrentou uma votação que resultou em 11 votos a favor do afastamento, 5 contra e uma abstenção. O vice-presidente Antonio Rueda assumirá interinamente a liderança da sigla. Os motivos por trás da decisão são complexos. Bivar ficou isolado dentro do partido, enfrentando acusações e pressões de parlamentares e governadores para deixar a presidência. Houve, inclusive, ameaças e tensões durante a reunião, com o deputado federal tentando adiar a decisão e sendo silenciado em alguns momentos.

A suspensão de Bivar é temporária, enquanto o Conselho de Ética do partido analisa o caso. Ele terá um prazo de 60 dias para apresentar sua defesa antes que a decisão seja efetivada ou não. Entre os principais pontos de conflito estão as ameaças feitas por Bivar contra o novo presidente, Antonio Rueda, e sua família, bem como acusações de desfiliação de deputados sem consulta à Executiva do partido. Esses eventos levaram a um clima de disputa interna e tensão política dentro do União Brasil. Além disso, o partido busca recuperar sua posição de destaque na Câmara dos Deputados, o que, na visão de parlamentares e governadores que defendem posição de independência (ou até mesmo de oposição ao governo), só seria possível caso Bivar fosse expulso. Posicionado na centro-direita, o União é uma das maiores bancadas na Câmara, com 59 deputados, além de senadores e governadores. Sua história é marcada por fusões partidárias e disputas internas. A legenda nasceu da junção do PSL com o DEM.

O afastamento de Luciano Bivar também levanta questões legais, com o novo presidente, Rueda, buscando investigações sobre incêndios em propriedades ligadas a ele e sua família em Pernambuco — base dos dois ex-aliados —, além de denúncias de ameaças e violência política. O novo mandachuva da legenda já levantou a suspeita que a casa de praia dele e a da irmã Maria Emília Rueda, tesoureira da legenda, foram incendiadas a mando do ex-padrinho político. Antonio Rueda também acusa o agora adversário de ameaçar ele e sua família de morte. Bivar nega todas as acusações.